Quantcast

França realiza duplo transplante de braços e ombros em paciente islandês

Felix Gratersson "renasce" em Lyon após transplante inédito

França realiza duplo transplante de braços e ombros em paciente islandês

Felix Gratersson "renasce" em Lyon após transplante inédito

Gudmundur Felix Gretarsson é um homem novo. Literalmente. A 14 de janeiro, tornou-se na primeira pessoa a receber um transplante completo de braços e ombros.

Um islandês se tornou na quarta-feira o primeiro paciente a receber um transplante de dois ombros e dois braços em uma cirurgia realizada em Lyon (leste da França), informaram os Hospitais Civis de Lyon (HCL) nesta sexta-feira (15).

Esta “operação bilateral de braços e ombros”, realizada no Hospital Edouard Herriot, durou 15 horas e “exigiu a mobilização de várias equipes médicas e de saúde pública e privada do território”, indicou o HCL em um comunicado.

Um porta-voz do HCL disse à AFP que o paciente, de nacionalidade islandesa, se encontrava estável nesta sexta-feira pela manhã.

“Pelo o que sabemos, se trata de algo inédito no mundo, já que as operações anteriores de braços não incluíam os ombros”, destacou este porta-voz.

Segundo a imprensa local, este paciente, de 48 anos, teve os dois braços amputados aos 26 anos, após uma electrocussão com uma linha de alta tensão.

Em 1998, já em Lyon, a equipe do professor Jean Michel Dubernard realizou um primeiro transplante de uma mão. Depois, em janeiro de 2000, outro das duas mãos e da parte inferior dos antebraços.

O primeiro transplante de ambos os braços no mundo aconteceu em julho de 2008 na Alemanha, com um agricultor amputado como consequência de um acidente de trabalho.

Em alta!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
No Facebook
Share on twitter
No Twitter
Share on linkedin
No Linkdin
Share on pinterest
No Pinterest